Iemanjá

”Iemanjá peço licença para entrar

Na sua casa, no seu mar

Me salva do mal

Com o seu remédio de água e sal.

E obrigada por me acalmar

Por deixar descarregar

E carregar

Toda a minha energia.

Me recebe com um sorriso feito de espumas brancas

Porteiras feitas de areia sem trancas

Dizendo, pode entrar e fique vontade

Cuide bem de mim que não haverá tempestade.”

A.Dassisti

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Desilusão

” Então quer dizer

que minha vida vai ser triste sem você

que eu não posso me desligar

e tenho que ficar esperando você ligar

 

Não sou tua escrava, tua fã, nem tua refém

voce não é o meu ídolo, meu bem

Tenho outros amores, tenho outras crenças

Eu sei lidar muito bem com a tua ausência

 

Eu tenho tanto a fazer

não vou esperar pra ver

Se pelo menos fosse o amor da minha vida

Se pelo menos tivesse a cura para tantas feridas.”

 

A.Dassisti


 

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Meu passado, meu desejo.

” Nossos sonhos, promessas e destinos

Eu escrevi tudo isso em um livro

Pena que você pulou alguns capitulos

Esquecendo tudo aquilo,

Que você não cumpriu,

Naquela hora,

Pegou suas coisas e disse que ia embora

Deixando para trás toda a nossa história

Que infelizmente só ficou na minha memória.

Na sua, acho que você já apagou

Já se esqueceu

De tudo aquilo que você me falou

Nem sei porque tudo isso começou

Porque um dia a gente se aproximou.

 

Só você

Para fazer esse favor pra mim

Fazer novamente

Que se arrebente minha fitinha do Bonfim

 

 

 

A.Dassisti

 

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Porque eu amo…

”Eu amo,

Sua meia preta alta,

O nó torto da sua gravata,

Seu cabelo meio amassado,

Seu jeito de falar do passado,

Eu amo,

Quando voce fica em silencio ou fala demais,

Amo a cara de bravo que você faz,

Ou quando ri até chorar

E principalmente, amo o fato de você me amar.”

 

A.Dassisti

1 Comentário

Filed under Uncategorized

Todas as canções

Aperto o play e começava assim

”eu quero te roubar pra mim”

mudei a rádio e comecei a chorar

escutando ”por toda a minha vida eu vou te amar”

 

Séra que é destino eu ficar sozinha?

”no silencio da noite” como dizia Peninha

desligo o som e tento omitir

tudo aquilo que a música me faz sentir

 

”Deixa estar que o que for pra ser vigora”

foi o que a Maria Gadú disse pra mim agora

mais se eu tivesse a ”paciência” do Lenine

não daria ouvidos ao John Lennon ”Imagine”

 

89.7 e eu mudo de estação

vou ouvir alguma música que eu não saiba a tradução

mais não adianta, eu te encontro em todos os versos

qualquer música que exista no universo…

…vou me lembrar de você.

 

A.Dassisti

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Mais um amigo

”Eu me pergunto o que fiz de errado

Será que foi a roupa ou meu palavreado?

Mas deixa, a vida se encarrega

De me mostrar todas as vezes em que eu fui cega.

Não pude ver,

Que o meu jeito afastou você

Ou te trouxe pra perto

De um jeito que não acho certo.

Eu acho certo a gente ficar junto

Mas você fica sem graça e logo muda de assunto

Será que é complicado ou é falta de atitude?

Simples é a minha certeza de que a gente sempre se ilude.

Eu dou ouvidos e dou carinho até demais

A amizade cresce, a chance do amor se desfaz.”

 

A.Dassisti

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Apresentação

”Sinto calor, sou friorenta

Sou ativa, sou sonolenta

Sou pacifica, sou briguenta

Prazer, eu sou oito e oitenta.”

A.Dassisti

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized